Governo de Goiás

Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos

Procure o que você precisa:
Terça, 16 de Outubro de 2018
Notícias
Comitê da Bacia do Meia Ponte planeja ações para enfrentar escassez hídrica
14/06/2018 11h30 - Atualizado em 14/06/2018 11h32
Foto: Logomarca do Programa Meia Ponte de Todos

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Meia Ponte está planejando as ações e diretrizes para o enfrentamento de uma possível escassez hídrica na Região Metropolitana de Goiânia no período de estiagem deste ano. Conforme a Deliberação 03/2018 do Comitê assinada em maio último pelo presidente do Comitê, Fábio Camargo Ferreira, foram definidos níveis de atuação na Bacia, de acordo com a vazão de escoamento do manancial principal do curso d'água a montante de Goiânia.

Ficou definido que, quando a vazão de escoamento do Meia Ponte na região da capital estiver com volume menor ou igual a 10.000 litros por segundo, seria declarado o primeiro nível, Nível de Alerta. Como o monitoramento da Secima verificou que a atuação da Bacia do Meia Ponte se encontra nesse volume no atual momento, a mesma Deliberação determina que deverão ser adotadas algumas providências.

Entre as providências estão a realização de campanha sobre o uso racional da água, que será feita pela Saneago; a divulgação da situação da Bacia à sociedade e usuários; e a realização de reuniões com os usuários da Bacia. Neste último caso, está marcada reunião às 9 horas desta sexta-feira (15/06) do Comitê com representantes da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), na sede da Secima do Setor Universitário.

Também são previstas ações de fiscalização e de monitoramento diário de vazão de escoamento, que estão sendo realizadas por equipes da Secima. Outra providência é a definição de turnos e horários para a utilização dos volumes outorgados, decisão que será tomada na reunião desta sexta-feira.

A Deliberação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Meia Ponte está amparada legalmente no Decreto nº 9.176 de 9 de março último, que declara situação de emergência nas Bacias do Meia Ponte e do João Leite, com a definição de ações para garantir os usos prioritários do uso da água; e na Portaria 087/2018 da Secima, que estabelece e detalha as ações de monitoramento na Bacia do Rio Meia Ponte.

Longo prazo

O Comitê é composto por representantes dos Poderes Públicos Estadual e Municipal, sociedade civil e usuários dos recursos hídricos. O presidente do Comitê, Fábio Camargo Ferreira, destaca que a questão da escassez hídrica no período da estiagem na Região Metropolitana de Goiânia só será resolvida definitivamente quando for aprovado o Plano da Bacia do Meia Ponte, o qual proporá ações de longo prazo.

Enquanto isso, acrescenta Fábio Camargo, o Comitê está agindo politicamente, adotando ações que visam minimizar as dificuldades da população, promovendo campanha de redução do consumo e negociando com os usuários para que não utilizem a água todos ao mesmo tempo. “Este ano estamos atuando de forma diferente, de forma preventiva, não esperando a escassez ocorrer para tomarmos providências”, destacou.

Comunicação Setorial da Secima

Palácio Pedro Ludovico Teixeira, Rua 82, n° 400, 1° Andar, Setor Sul - 74.015-908 - Goiânia - GO

© Copyright 2014. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento