Governo de Goiás

Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos

Procure o que você precisa:
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
Notícias
Vilmar Rocha cumpre Agenda Positiva na Região Nordeste de Goiás
04/12/2017 09h41 - Atualizado em 13/12/2017 16h28

O secretário Vilmar Rocha esteve no final de semana no município de Alvorada do Norte, cumprindo a Agenda Positiva da Secima. Foram realizadas várias reuniões com prefeitos e secretários municipais da região para tratar de água, resíduos sólidos, energia solar e outros projetos da secretaria.

A agenda começou bem cedo, no sábado, com entrevista do secretário Vilmar Rocha na Rádio Alvorada. “O nordeste goiano é uma região com enorme patrimônio ambiental”, destacou Rocha. 

Em seguida, o secretário presidiu uma reunião executiva atendendo diversas dúvidas das autoridades presentes, além de demandas. Vilmar Rocha disse quase todos os municípios da região já recebem repasses do ICMS Ecológico. São cerca de 180 mil reais mensais, totalizando um repasse anual de mais de dois milhões de reais para cada um.

O secretário informou ainda que a região nordeste possui uma vocação para as questões ambientais, pois na mesma há vários parques estaduais e nacionais, além das reservas naturais municipais, ampliadas devido aos próprios incentivos da SECIMA.

Foram fornecidas para os municípios dez mil mudas nativas do cerrado. A prefeita de Alvorada, Iolanda Moreira, disse que já trabalha em um projeto para “arborizar a cidade”, também ressaltou a importância das placas fotovoltaicas para a produção de energia solar, sobretudo, para a comunidade rural.

A superintendente de Energia, Telecomunicações e Infraestrutura, e coordenadora do Programa Goiás Solar, Danúsia Arantes Ferreira, deu destaque à vocação da região para o aproveitamento de energia solar, enfatizando que o nordeste goiano “não perde para nenhum lugar do país”, salientou a importância de incentivar os municípios para criarem leis municipais que fomentem a utilização de energia solar.

Outra ação que chamou a atenção das autoridades presentes foi o trabalho de orientação dos agentes ambientais da SECIMA no que diz respeito aos projetos para o Fundo Estadual do Meio Ambiente – FEMA, pelo qual haveria cerca de 137 milhões de reais disponíveis para investimentos à fundo perdido, todavia, grande parte destes recursos não são repassados por falta de projetos, informação e requerimentos formais por parte dos municípios.

O gerente de licenciamento ambiental, José Augusto dos Reis Cruz, orientou que caso os municípios não tenham condições para licenciarem por meio da descentralização ambiental, para diminuírem custos, os mesmos podem instituir consórcios tanto para a fiscalização quanto para o licenciamento ambiental.

O secretário Vilmar Rocha destacou a otimização do processo de licenciamento ambiental, que aumentou de pouco mais “de quatro mil para acima de seis mil” anualmente, e que o Web Licenças e a valorização dos analistas e técnicos ambientais por meio do Plano de Cargos e Remunerações, contribuíram para a otimização dos trabalhos.

O superintendente de Recursos Hídricos da SECIMA, Alexandre Kepler, no que diz respeito às outorgas, ressaltou que foi feito “praticamente dois anos em um”, com uma melhoria acentuada na produtividade e eficiência. Segundo Kepler, já há um trabalho para avanços no processo de outorga com acompanhamento online.

À tarde, o secretário Vilmar Rocha participou da entrega de uma ambulância com UTI Móvel e de um veículo para trocar lâmpadas no município de Alvorada do Norte. Logo depois, o secretário prestigiou a palestra sobre a Reserva da Biosfera do Cerrado (RBC) e para a implantação dos 17 ODS, da superintendente executiva de meio ambiente e recursos hídricos, Jacqueline Vieira da Silva. Municípios que foram atendidos na região fazem parte deste projeto que possui o apoio da UNESCO. Segundo Rocha, “a grande oportunidade que o Brasil tem de ser uma referência mundial é na área de meio ambiente”, devido às riquezas naturais do país. Vilmar também destacou a amplitude do termo sustentabilidade, ressaltando que, além de ambiental, o termo é utilizado também para questões econômicas e sociais.

A superintendente Jacqueline Vieira disse que é possível promover o desenvolvimento econômico com a preservação ambiental. Vieira enfatizou sobre a importância dos corredores ecológicos da Reserva da Biosfera, que perpassam vários municípios do nordeste goiano, pelos quais pode-se promover o turismo e o desenvolvimento socioeconômico.

Ao todo, participaram das ações conjuntas os municípios de Alvorada do Norte, Flores de Goiás, Simolândia, Buritinópolis, Nova Roma, Iaciara, Guarani de Goiás, Posse, Mambaí e Damianópolis. Outros serviços fornecidos pelo Vapt Vupt Ambiental foram: emissões de licenças de empreendimentos com menos complexidade e de menor impacto via Web Licenças, entrada em processos de licenças para a criação de passeriformes, orientações sobre o CAR (Cadastro Ambiental Rural), acompanhamento de processos e vários outros que a SECIMA realiza em Goiânia, sem a necessidade da população dos municípios se deslocarem para a capital.

Os trabalhos da SECIMA continuarão em Alvorada do Norte, Simolândia e Buritinópolis por meio da Educação Ambiental nas escolas estaduais e municipais, nesta segunda e terça feira, 04 e 05 de dezembro.

Quantidade de registros: 4 total de 10

Quantidade de páginas: 3

Palácio Pedro Ludovico Teixeira, Rua 82, n° 400, 1° Andar, Setor Sul - 74.015-908 - Goiânia - GO

© Copyright 2014. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento